‘Bagunça organizada’: a assimetria na decoração

Sabe aquela mania de deixar tudo milimetricamente alinhado na decoração? Um lado igual ao outro, tapete e quadros centralizados, lustres e luminárias devidamente posicionados de acordo com os móveis… A gente sabe que é difícil desapegar desse alinhamento todo que estamos acostumados, mas já pensou que um pouquinho de desordem não faz mal a ninguém? Haha No bom sentido, um cômodo menos “politicamente correto” pode proporcionar a inovação que a gente tanto procura. Movimento, criatividade, quebra de monotonia! Estamos falando da assimetria na decoração, um conceito que vem ganhando cada vez mais força entre os arquitetos e designers.

“A arquitetura contemporânea oferece essa possibilidade de não seguir padrões de linguagem arquitetônica, por isso a assimetria começou a ser bastante utilizada na decoração, como uma forma de trazer ao ambiente algo mais personalizado e fora do usual”, comenta o arquiteto Felipe Bonassi Tomasetto.

IMG_3497
O arquiteto Felipe Bonassi Tomasetto é o nosso guia nesse post!

‘Desarrumando’ a decoração

Quer exemplos práticos de como aplicar a assimetria? Pense num quarto convencional: geralmente a cama fica no centro e os criados-mudos — idênticos — um de cada lado, certo? Podemos brincar um pouco mais com essa disposição:

“Dá para utilizar criados-mudos diferentes. De um lado um criado em caixa com gavetas e de outro uma mesa lateral”.

Olha só este exemplo:

Quarto com criados-mudos diferentes ao lado da cabeceira da cama
Foto: Pinterest

E se a ideia é deixar a cozinha ou a sala de jantar mais inusitada, que tal apostar num mix de cadeiras?

“Podemos usar um jogo de cadeiras diferente: cadeiras com um design sem braço nas laterais da mesa e nas pontas uma cadeira com braço”.

Que tal essa sala de jantar?!

21641260_1459765580776007_489704580_n
Foto: Pinterest

E aí a imaginação pode percorrer qualquer ambiente da casa: mesa de centro fora do centro, quadros desalinhados, móveis em posições não tradicionais, como por exemplo, sofás desencostados da parede, além de objetos que assumem funções diferentes e estampas e texturas que se contrapõe.

Bagunce com moderação!

Não é porque a assimetria está em alta que está decretada a misturança! É preciso tomar cuidado para que os elementos de decoração fiquem condizentes.

“O ambiente precisa ter personalidade, mas é preciso adotar um estilo que possa ser reconhecido e que fique harmonioso. É bom evitar usar estilos totalmente diferentes que deixem o espaço muito confuso”, orienta Felipe.

Como aplicar a assimetria usando luminárias?

Foi-se o tempo em que a luminária tinha apenas uma função técnica. Ela já não é mais usada apenas para iluminar, mas se tornou peça de decoração, muitas vezes, ganhando até o principal destaque do ambiente. Antes, o uso de um abajur, por exemplo, seguia uma linha muito limitada. Hoje, as opções são inúmeras e permitem as mais variadas composições. A dica do arquiteto é variar formatos e posições.

Temos mais liberdade para compor um quarto. Por exemplo, em um dos lados da cabeceira, podemos usar um pendente e do outro uma luminária de mesa, buscando fugir da tradicional simetria”.

21584918_1459765537442678_866427281_n
Foto: Pinterest

Curtiu a dica? Você pode fazer essa brincadeira usando algumas das luminárias Carambola. A sugestão do arquiteto foi a seguinte dupla:

PENDENTE LIVERPOOL + ABAJUR EDGE PRETO

Você encontra o pendente Liverpool AQUI e o abajur Edge Preto AQUI 😉

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s